Titanfall

Ir em baixo

Titanfall Empty Titanfall

Mensagem por Convidado em Qui Jan 15, 2015 8:30 pm




Titanfall


Na área de forjas do acampamento, uma barraca bem grande, branca, se ergue próxima de um penhasco. Outras forjas permanecem a alguns metros de distância, como se dessem espaço pra construção colossal. Abaixo do grande pano, parecem nascer quatro torres, que criam certa protuberância em cada direção cardial primária e em cima o símbolo do ferreiro está estampado em vermelho forte no pano logo abaixo do nome da forja da mesma cor. Há apenas uma entrada, uma porta simples de madeira branca, que está vinculada como uma extensão da barraca e um capacho que diz bem-vindo. Ao atravessar está porta, abre-se um salão bem grande, com paredes azul glacial. Algumas plantas grandes prendem-se em vasos, soltas ao acaso. Poltronas confortáveis, se registam nas paredes próximas a porta, caso os clientes tenham que esperar. Perto de cada poltrona uma mesa com revistas, jornais e até jogos eletrônicos portáteis. A uma máquina de café e um bebedouro também. Do lado oposto, um grande balcão se estende por toda sala e é onde Leonard faz o atendimento. Nas paredes algumas pinturas abstratas se prendem apenas como uma quebra na monotonia de azul das paredes.Algumas muitas demonstram guerreiros e dragões. Uma porta atrás do balcão, leva até onde ele faz seu trabalho. A lista de materiais ao qual trabalha e objetos comuns está presa ao lado esquerdo em letras visíveis. A forja verdadeira, que fica atrás da porta. Muitos poucos conhecem como é lá dentro, só se sabe de sua namorada. De qualquer forma, a uma noção de que suas ferramentas de trabalho estão lá. Leonard é bem receptivo e costuma ser amistoso com quem é. Comumente é visto sujo, ainda mais se já tiver iniciado seu trabalho. A loja fica aberta praticamente todos os dias, das 6 horas até ás 21 horas.


Ficha de Pedidos:
Categoria: Arma? Armadura? Acessórios?
Nome do Item: O nome que o comprador deseja que a arma leve. Caso prefira, pode ser nomeado pelo forjador.
Descrição: Como deseja que o item seja?
Materiais: Tenha em mente que os materiais disponíveis estão na ficha do forjador, verifique antes de pedir.
Presente? Se for, deve ser adicionado a quem?: Caso não seja presente, apenas diga não.
Informações:


- A marca que todo objeto criado por mim vai carregar, ou seja, minha assinatura, é uma chama em formato de tridente, um machado e um martelo cruzados na frente desta. Normalmente, estará entalhado em local um pouco discreto e em tamanho reduzido.

- Faça seu pedido, através de um post e aguarde a resposta de Leonard. (Mesmo que outro tenha pedido antes de você e eu ainda não respondi)

- Promoções:
 * Primeira vez = Na primeira compra, você têm direito a uma adaga simples;
 * Fidelidade = A cada vez que vier a loja(sem contar a primeira), receberá um decréscimo de 4% do valor total, até cair pela metade;
 * Novas promoções podem surgir, fique atento;

- Estou disposto a negociar o preço da peça e posso dar sugestões do que acho que seria melhor, caso veja nescessário.

- Reclamações serão ouvidas, quando justas, sem devoluções.

- Aproveite.

.

valeu @ carol!


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Titanfall Empty Re: Titanfall

Mensagem por Convidado em Qui Jan 15, 2015 11:45 pm


Life or Death
Titanfall Shay-mitchell-birthday-april-10-2013-gifs-love4shay
Eu precisava comprar mais alguns equipamentos para melhorar meu desempenho em lutas. Por exemplo, uma armadura iria impedir que me ferisse tanto e uma espada poderia ser mais útil com meu escudo, além de achar que um arco ou uma corrente fosse bom também. Fui para a forja de Leonard para comprar as coisas que precisava e ver com ele se poderia acrescentar propriedades magicas as coisas. E se minha armadura me curasse? E o que acham de um colar que restaure energia? Seria aquilo possível? Se não fosse possível utilizar a restauração de mana, mesmo que causasse danos ao meu corpo, pelo menos a cura poderia utilizar. Quando cheguei a forja, me apoiei no balcão.
- Leonard! - Chamei, pegando o papel e a caneta para realizar os pedidos.

Armadura - Pedido:
Categoria: Armadura
Nome do Item: Protectum
Descrição: Imagem. Se possível, adicionar a habilidade magica de regeneração, similar a cura magica.
Materiais: Preferencia para Bronze Sagrado ou Vibranium, na ausência destes troque para o que tiver
Presente? Se for, deve ser adicionado a quem?: Não.

Espada - Pedido:
Categoria: Armas
Nome do Item: Sword of Miracles
Descrição: Imagem
Materiais: Mesmo material da armadura.
Presente? Se for, deve ser adicionado a quem?: Não.

Arco - Pedido:
Categoria: Armas
Nome do Item: Cursed Bow
Descrição: Imagem. Encantar para, quando desejar, poder canalizar habilidades pelas flechas.
Materiais: Mesmo material da armadura.
Presente? Se for, deve ser adicionado a quem?: Não.



thanks weird for

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Titanfall Empty Re: Titanfall

Mensagem por Convidado em Sex Jan 16, 2015 1:17 am

First Job
Estava na forja, conferindo meus equipamentos e mantendo o lugar limpo. Ouvir alguma voz do lado de fora. Era conhecida. Ainda bem que havia acabado de abrir e não estava sujo. Tirei o avental, as luvas e abri a porta pra recepção. Para minha surpresa, estava perto do balcão, minha namorada, Daniele. Meu coração deu um salto. Seria saudade? Ou algum problema? Por alguns segundos minha expressão ficou com aquele tom de surppresa, depois um sorriso nasceu em meu rosto. - Que honra, a sua presença aqui. - Aproximei-me e dei-lhe um beijo breve, colocando minha mão por cima dela no balcão.  - Algum problema ou devo aproveitar sua companhia? - Sorri transmitindo certa tranquilidade. Percebi o papel antes de me ser entregue. Ela logo começou a me explicar, com riqueza de detalhes como queria que o pedido fosse feito. Uma armadura, uma espada dupla e um arco. Não seria tão difícil, mas os detalhes eram bem complexos para ser fácil. E eu ia acabar necessitando da ajuda dela, para colocar o efeito na armadura. Talvez modificasse algo no processo também.  - Usarei vibranium. Irei precisar da sua ajuda para adicionar o atributo de cura na armadura e consigo colocar apenas um efeito elemental no arco. Flechas de fogo, gelo, eletricidade... OK? Se escolher um eu faço. O orçamento fica 225. Levantei os olhos do papel que havia me dado e sorri. Se ela aceitasse me ajudar, teria que esperar um pouco até a hora de acrescentar o elemento. Não queria cobrar dela, mas já tinha prometido a mim mesmo fazer outro item pra ela e não podia lhe dar regalias, ainda.

Panda from Cupcake

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Titanfall Empty Re: Titanfall

Mensagem por Convidado em Sex Jan 16, 2015 4:41 am


Life or Death
Titanfall Shay-mitchell-birthday-april-10-2013-gifs-love4shay
Sorri para ele e segurei sua mão de volta enquanto ouvia-o falando. Mordi o lábio inferior quando ouvi a resposta. Já esperava mesmo estar presente na hora de colocar o elemento na arma. Concordei com a cabeça e ponderei um pouco sobre o arco e a espada. Já que um seria elemental, queria que o outro também fosse. Isso aumentaria o preço, então decidi negociar. Ambos trabalhávamos com preços e tinha certeza que com um pouco de barganha chegaríamos a um acordo.
- Por 275 dracmas, você adiciona um elemento a espada também? - Lembrei-o que já iria gastar o material de qualquer forma e que eu ficaria por mais tempo se demorasse mais, então só teria um pouco mais de trabalho para adicionar o elemento e, por vinte dracmas a mais, estava muito mais do que pago. - Gostaria de gelo na espada e o arco preferencia para ar. Sabe como é, pode não aumentar muito o dano, mas a precisão irá agradecer muito e já não sou lá muito boa com arcos.
Dei um sorriso e procurei a abertura no balcão para passar. Fui até ela e atravessei, ficando do mesmo lado que o filho de Hefesto. Fui até ele e o abracei.


thanks weird for

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Titanfall Empty Re: Titanfall

Mensagem por Convidado em Sex Jan 16, 2015 7:06 pm


First Job
Era um teste? Aquele pedido corria pelos limites da minha habilidade, era tipo enfrentar um golem desarmado. A questão é: Como resistir aquele sorriso? Me digam. Retribui ao abraço suspirando e apertando. Queria satisfazê-la, precisava resistir só um pouco. - Encanto, mais fechamos por aqui, ok? - É enfim, aceitei. Um desafio não me mataria.

Panda from Cupcake

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Titanfall Empty Re: Titanfall

Mensagem por Convidado em Sex Jan 16, 2015 10:58 pm


Life or Death
Titanfall Shay-mitchell-birthday-april-10-2013-gifs-love4shay
Enchi-lhe de beijos e peguei o dinheiro para entrega-lo. Deixei que contasse sem me intrometer e depois o acompanhei para dentro. Não teria muito o que fazer além de ficar encostada em um canto vendo ele trabalhar e tentando não ser muito afetada pelo calor intenso. Olhando pelo lado positivo, depois disso quem sabe suportasse um pouco mais o calor.
- Quando acha chegará o novo suprimento de metais para uso nas forjas de Hefesto? - Perguntei. Sem interesses até eu decidir que precisava de mais um novo equipamento ou os meus precisarem de reparo, o que acontecesse primeiro.


thanks weird for

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Titanfall Empty Re: Titanfall

Mensagem por Convidado em Sab Jan 17, 2015 2:10 am

First Job
Tudo feito então, faria o meu melhor nesse pedido. Com uma fita métrica de plástico, pedi para tirar as medidas dela pra fazer a armadura e anotei no meu bloco de notas. Andei a passos largos, acompanhado de Dani, abri a porta e fechei assim que ela entrou. Peguei meu avental e minhas luvas que estavam pendurados na parede do corredor. Comecei a descer para um nível mais baixo, a forja. O calor no local era bem maior, ainda bem que não fazia tanto efeito em mim, pedi para minha namorada ficar na ante-sala, onde ficava apenas uma mesa cheia de desenhos de projetos e ferramentas para trato com pano. Decidi começar pela armadura e antes respondi minha namorada. - Espero que logo, alguns dos meus irmãos já estam reclamando. Desenrolei um rolo de seda e estiquei numa grande mesa que havia no meio de uma ante-sala. Peguei a tesoura e comecei a fazer cortes com ajuda de um esquadro. Fazia voltas, já criando o contorno da roupa e com ajuda das minhas anotações. Primeiro a blusa e o contorno da saia. Os cortes eram pontuais e seguros. Tomava cuidado para nem um pingo de suor cair no tecido, que era bem delicado. Tentava não pensar na minha namorada ali tão perto também. Depois que tinha pano necessário, peguei couro para complementar a roupa da armadura. Deixei todos, alinhados em cima da mesa e usei tinta para dar acabamento. O tecido era da cor do vibranium, ou seja, prata e o acabamento tentei fazer em forma de cipó em verde para lembrar um pouco a mãe dela. Enquanto o tecido secava, acertei as pontas do couro e já terminei o saiote. Agora estava na hora de ir para minha especialidade. Dei um sorriso para Dani quando ela fez um comentário sobre a roupa e deu uma dica de como ficaria melhor. Corri para dentro da fornalha, que ficava num comodo ainda mais afastado e coloquei minhas luvas. Com cuidado, manejei uma bandeja de aço com o vibranium, colocando na fornalha. Deixaria o metal até chegar em ponto de fusão, para que pudesse ser manejado, e corri para terminar o resto da roupa. Respirando fundo, cortei sem pressa para não danificar todo o trabalho e colei os pedaços que não estavam encaixados com uma cola que não desgrudava. Pra reforçar, ainda costurei a numa outra. Apesar do meu cérebro estar trabalhando a mil, tentei manter a cabeça no lugar, graças a meu sangue divino. Era meu primeiro trabalho e para minha garota ainda por cima. Creio que estes fossem o motivo para me deixar tão nervoso. Corri para fornalha assim que ela soou um alarme do ponto de fusão, que não era nada baixo, colocando os epi's. Parecia que eu estava no submundo, numa cova de fogo, desliguem o fogo e tirei a bandeja com as mãos protegidas. Coloquei o material em cima da bigorna e comecei a bater com Forger que praticamente havia pulado na minha mão. Com marteladas em certos cantos, aos poucos fui moldando a parte dos ombros e gritei para minha namprada. Quando ela chegou, corri em sua direção, segurando Forger e apontei para sua ponta. - Preciso que se concentre e use seu poder de cura no martelo e na esmeralda. - Apontei com a cabeça e mostrei a pedra que iria usar. Pedras preciosas costumavam armazenar magia e servir de morada. Por isso tantos pingentes e colares possuíam tanto poder. Com a pedra, haveria uma grande reserva, passando isto pra armadura também, acabaria por ela mesmo, produzindo o efeito, sem precisar de gerar energia mágica, se tornando auto-suficiente. A medida que ela começou a conjurar a magia, meu martelo brilhou com inscrições em azul e eu soube que havia funcionado. Pedi para que voltasse a  ante-sala, onde o calor não poderia feri-la. Guardei a esmeralda longe do fogo e voltei a moldar a armadura.


Depois que deu uma esfriada mais marteladas foram nescessária para tirar os amassados. Logo duas ombreiras estavam prontas. Elas brilhavam com uma cor avermelhada do calor e azulada da magia. Coloquei para esfriar num tanque de água gélida. As próximas foram as partes do braço e pulso. Eram muito mais fáceis de forma que não demorei o seu término. Teria que fazer um forro de couro para cada uma das partes. Demorariam para esfriar. Botas foram basicamente, duas placas sobrepostas em cada joelho, solas de vibranium e o resto em couro. O capacete foi o mais difícil da armadura. Tive que parar tudo e correr para Daniele de novo. Pedi desculpas por incomodá-la e dei um beijo nela. Exatimei as medidas que não havia tirado direito e voltei correndo. Tive que fazer um desenho técnico para não dar errado, aos olhares dela Usei alguns moldes que tinha, acertando a circunferência do capacete. O resto foi mais detalhe. Como esculpir barro ou quase isso. Esperei este esfriar dentro do tanque.


Em cima da mesa as peças estavam praticamente prontas e eu bebia um pouco de água admirando meu trabalho. - Espero que esteja gostando do trabalho. Sorri, segurando sua mão. Com a vida tão corrida, ás vezes não parava para pensar o quanto era bom estar ao lado dela, o quanto era bom ter em quem confiar, amar, ter ao lado. - Claro. - Ouvi dos lábios dela, acompanhado de um sorriso. Comentei algo sobre eu não gostar de ela me ver todo sujo e ela riu. Com pesar, voltei ao meu trabalho. Havia acrescentado alguns detalhes em ouro para dar um charme maior. Assim que julguei oportuno, corri com a armadura, a roupa e juntei tudo na mesa de encantamento. Encantei com esforço tremendo até a armadura ser "armazenada" no rubi, assim ela teria uma segunda forma. Peguei correntes de pratas que pré-fabricava pra colares e soldei com maestria no rubi. Protectum estava pronta.


Meu próximo passo foi fazer a espada. De longe, a espada era bem fácil comparado as outras. O design ela simples. Peguei mais uma peça de vibranium e coloquei na fornalha. Aproveitei o tempo em que aquecia para organizar o meu local de trabalho e escolher qual seria o objeto de disfarce. Decidi que seria uns brincos que havia comprado para ela. Sabia o quanto ela gostava desse tipo de acessório e só queria agradá-la. Não sabia que seria tão útil. Era difícil fazer aquilo com um conhecimento de magia contra mim, mas essa era uma coisa que todos nós de Hefestos sabíamos instintivamente, presente do meu pai. Entre o tempo em que estava devaneando, o vibranium se tornou apto para ser moldado. Comecei a moldá-lo com algo diferente, alongando-o com uma espécie de pinça grande de ferro para manipular esse materiais, depois acertei com Forger, acrescentando propriedade frio na lâmina. A segunda lâmina não foi diferente em nada, na verdade fiz ela igual. O cabo fiz separado, demorando mais tempo pra fazer um pequeno "floreio" na parte de ligação entre as lâminas e o cabo; Além do que, implantam um botão na forma do meu símbolo, que usaria para desativá-la. Aqueci a borda das extremidades e fundi as lâminas com cuidado. Limei a espada, de modo que ficasse com um ótimo fio. Corri para mesa de encantamento e implantei sua segunda forma. Já tínhamos um colar e dois brincos. Respirem fundo, eliminando suor por minha testa com um pano meio sujo.


Para o arco, eu fiquei horas e mais horas pra fazer. Desenhos e mais desenhos. Dani ficou até procupada, mas eu a acalmei e recebi suas sugestões de bom grado. Planejamento após planejamento. Enquanto a caldeira, soltava fumaça e calor sem cessar. Eu pensava e media na outra sala. - Por que não faz dessa forma... - Não sabia que ela tinha esse tipo de conhecimento e acompanhei o raciocínio dela. Ao terminar de esplica já tinha ideia de como iria fazer. O sinal tocou e estava na hora de agir. Ao moldar ele, fiz apenas um esboço com a pinça gigante, manipulando o vibranium ainda quente. Com o auxílio de ferramentas de anatomia estranha que nunca imaginei ter que usar e com as mão extras de Dani(ela usava luvas que emprestei), cada fragmento tomava forma. Os entalhes de dragão sozinhos custaram boa parte do tempo. Acrescentei ouro a forma o que me obrigou a fazê-la separada. Até o contraste diferente do lançador foi planejado. Por vezes errava, acabando por soltar palavras pouco delicadas, que me faziam pedir desculpa pra ela. Corrigia os erros com um talhador ou uma outra ferramenta. Polindo ele com palha de titânio, deixei-o daquela cor mais clara. Foi uma solução que encontrei para não usar outro material. Implantei alguns espinhos na parte frontal. Mesmo errando até pouco, fiz o acabamento com ainda mais cuidado. Só terminamos horas depois e chamei Dani que foi ao banheiro. - Praticamente está pronto, só acrescentar a segunda forma. Segurei a mão dela, peguei o arco e deixei admirar. Depois pedi-o para terminar o processo. Na mesa de encantamento, coloquei um bracelete de prata comum e este se tornou a segunda forma do arco. Sorri e entreguei os objetos transformados para ela.

Protectum:

Uma armadura de vibranium, de cortes sensuais, que adquiriu uma coloração azul em seu encantamento, algo que é incomum pro material que é prata, exala uma aura de cor azulada. Apesar de oferecer proteção corporal mediana para ataques físicos, seu foco é o seu passivo. A cada 3 turnos, cura 15 de HP para Daniele, no processo, cura ferimentos superficiais. Por ser feita de vibranium, a energia de impacto é absorvida. De modo que passos são silenciosos e amortece impactos fracos como uma queda. Acompanha roupa, da mesma cor. Quando não está em uso se transforma em um colar prata com pingente de rubi. Se ativa com a vontade de Dani. Carrega a marca do ferreiro, na parte debaixo do braço.
Obs: A obsorção de impacto não é ilimitada, defende até certo ponto que deixo a cargo do narrador. Depois do pico, precisa de tempo para absorver toda a energia. [By Leonard]

Sword of Miracles:

Uma espada de vibranium dupla, pode ser impugnada com uma ou duas mãos pela leveza do material. O dano normal da espada é bom. Automaticamente, ativa um auto-congelamento na lâmina, que provoca dano por choque térmico. Quanto mais vezes for atacado, acrescenta sensação de frio no oponente, se muitos ataques forem deferidos, pode causar hipotermia. Se o oponente possuir desvantagem contra o elemento, o efeito de hipotermia ocorre quase instantaneamente e o dano é dobrado. Se transforma em dois brincos que ao serem apertados por Dani, se ativam. Um botão para desativar a arma, têm a forma de uma chama em tridente, com um machado e um martelo cruzados na frente. A marca do ferreiro.
[By Leonard]

Cursed Bow:

Um arco trabalhado com vibranium e ouro. Sua anatomia é um pouco diferente, inclusive jos adornos. Carregados de espinhos em sua ponta, alguns detalhes têm formato de dragão. De cada lado armações curvas com espinhos oferecem a última salvação para o arqueiro, ataque corporal, junto com as pontas das extremidades que são bem afiadas. Quando cravados, podem causar sangramento. O lançador, parte que fica no meio do arco, está empreguinado com magia de ar. Ao atirar uma flecha, por não possuir cordas, o projetil é empurrado com puro ar e circundado por ele até acertar o alvo. Ou seja, aumenta e muito a precisão, acrescentando também velocidade as flechas. Flechas de fogo, se transformam em bolas de fogo, aumentando sua área de ataque, seu dano, por causa do mesmo efeito, através de processo de combustão. Cursed Bow é bem balanciada, parece que está sempre flutuando no ar, de modo que ao mirar, o possuidor não têm muitas dificuldades. Por ser feito de vibranium, seus disparos não fazem nenhum barulho. Transforma se num bracelete de prata. [By Leonard]

Adaga de Bronze[Inicial:

Observações finais:


Gastos:
3 Peças de Vibranium
1 Peça de Couro
1 Tinta

Acrescentar 275 dracmas ao me inventário.
Acrescentar os objetos a conta de Daniele von Horn. Please.



ATUALIZADO

Panda from Cupcake

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Titanfall Empty Re: Titanfall

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum